Sem mimimi. Estamos em missão!

Já passei um pouco por esse tema nos conteúdos que tenho produzido nos últimos tempos. Em todo lugar que vou dar palestra, eventos que participo, conversar e mentoria, um assunto é sempre pauta: a falta de grana na comunicação das igrejas. Esse, entre nós comunicadores, talvez seja o assunto mais importante do que final de Copa do Mundo, Óscar ou coisa do tipo. É um tal de "não consigo fazer isso porque não tem verba", "minha igreja não tem estrutura", "meu pastor não conhece de marketing e não investe", "tenho que fazer tudo sozinho", e etc. Sabe o que tenho a dizer para você: bem-vindo!


Lidamos com dois problemas e esses ainda devem demorar a serem resolvidos. O primeiro é que, dentro de igrejas, não temos e não precisamos ter estruturas com as de agências como vemos em filmes, documentos e ouvimos na faculdade (para quem não viveu dentro delas). Agências são negócios que vivem da criatividade, do pensamento integral de resultados para negócios, com faturamentos altíssimos e, sinto lhe informar, isso não acontecerá nas igrejas! Outro ponto, que é o que estamos trabalhando para mudar, é que as igrejas ainda não conhecem o marketing e a comunicação como uma ferramenta que atua na missão, que toca pessoas para além dos convites de eventos e amplia base de crentes (seja dentro da sua igreja ou algum canto do mundo). Isso, sim, dá para mudar!


E, essa mudança, começa por mim e por você. Basicamente, quando pararmos de nos colocarmos em situação de "vítima do sistema", "vítima da falta de compreensão" ou "refém da falta de grana". Certa vez, ouvi de um pastor que dinheiro não se tira do bolso e, sim, da cabeça! Uma ideia boa não precisa de muito dinheiro para sair na rua. Ela sendo poderosa, a execução pode ser adaptada, recriada, repensada e colocado com custo baixo ou quase zero! Não duvide da sua capacidade. Pense, ore, sonhe, planeje, orce, re-orce, envolva pessoas, conte sua ideia e, BOOOOM, coloque na rua! Você vai ver que é muito mais legal parar de reclamar do que não tem e observar uma grande ideia conectando pessoas a Jesus.


Deste texto, além de autor, sou o primeiro consumidor, pois a todo momento caio na tentação de reclamar do que, também, não tenho. Mas olhando para Jesus, acho que ele também não tinha toda a estrutura física para ser um grande pregador. O que Ele tinha era a inspiração de Deus para desenvolver seu ministério e anunciar que o Reino de Deus havia chegado. Por meio do Espírito Santo temos o mesmo poder (Atos 1:8) de testemunhar e anunciar o Evangelho seguindo os mandamentos de Jesus (Mateus 28: 16-20).


Então, minha oração é para que paremos de mimimi e anunciemos que o Reino de Deus já chegou!



Photo by Nikita Kachanovsky on Unsplash

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • Branca Ícone Spotify

© 2020 customizado por ChurchCOM.com.br